sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

"É tudo tão simples"

O programa Mais Você (Rede Globo, Ana Maria Braga e Louro José) entrevistou na manhã desta sexta a jornalista e escritora Danuza Leão. Uma agradável surpresa para quem conhecia a socialite e desconhecia a autora de "É tudo tão simples", que já se transformou numa espécie de livro de autoajuda para quem deseja exatamente isto, uma vida mais simples.
Dando por exemplo a própria vida de quem saiu de um super apartamento para um apartamento de um quarto, vai mostrando o quanto a vida fica mais leve se somos capazes do desapego e de seguir uma certa normatização de etiqueta.
O desapego vai num exemplo concreto, onde um objeto ou roupa que não se usa durante um ano inteiro (um ciclo que se completa com todas as estações), pode ser descartado: doado ou encaminhado para vender.
A etiqueta, que definiu como "pequena ética", são as normas de boas maneiras e de bom relacionamento, capaz de tornar nossas relações mais fáceis. Lembrei da novela Fina Estampa, de ontem, onde Danielle Fraser (personagem de Renata Sorrah) tenta ensinar etiqueta ao seu namorado Enzo (Júlio Rocha), como o jeito de abrir uma garrafa de vinho ou de utilizar os talheres.
Achei que o filho do peixeiro iria debochar, mas aconteceu exatamente o que Danuza apregoa: a etiqueta não é apenas para tornar chique algum tipo de evento, mas estabelecer normas que sejam assumidas por todos e facilite a vida de todos.
Ao fazer uma revisão, claro que todos nós encontramos momentos de apegos desnecessários, assim como da vivência de normas de etiqueta, traduzidas em atos simples, como o segurar uma porta aberta para alguém, respeitar a faixa de pedestre ou um simples "bom dia". "É tudo tão simples" e a vida merece ser descomplicada.
Postar um comentário