sexta-feira, 18 de novembro de 2011

O Jasmim por meus olhos

Um botão de Jasmim está se abrindo.
Por enquanto, é apenas promessa.
Faz-se de rogado e vai estufando o peito,
como quem diz: "me espera"!
Eu só posso contemplá-lo, todos os dias,
e sonhar com o momento em que seu perfume
Vai inebriar o pátio, invadir a casa
e se instalar nos meus sentidos.
Enquanto um se abre, outros acabam se formando,
e a vida segue o ritual da Primavera:
se renova, se refaz, se pronuncia.
Não basta dizer que é uma nova estação,
é preciso sentir que a vida pulsa,
que existem novos cheiros no ar,
que há um sentido diferente inebriando o meu olhar.
Postar um comentário