terça-feira, 29 de novembro de 2011

Emergir da solidão

Desculpa se não ouvi tua voz.
Estava mergulhado em meus pensamentos,
afundado em minha dor.
Fizeste-me emergir da solidão
buscando um novo sentido em tua companhia.

Não me deixes.
Posso voltar ao meu silêncio,
mas agora sei que não estarei mais sozinho,
tenho sempre, na tua voz, a esperança de um norte
que me faça voltar para ti.
Postar um comentário