quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Agenda Tupanci - 17 de outubro

Pensamento do dia. Do filósofo grego Aristóteles - A educação tem gosto de raízes amargas, mas seus frutos são doces.

Contador de histórias - Terremotos - Dizem que passado o terremoto de Lisboa (1755), o Rei perguntou ao General o que se havia de fazer. Ele respondeu ao Rei: 'Sepultar os mortos, cuidar dos vivos e fechar os portos'. Essa resposta simples, franca e direta tem muito a nos ensinar.
Muitas vezes temos em nossa vida 'terremotos' avassaladores, o que fazer? Exatamente o que disse o General: "Sepultar os mortos, cuidar dos vivos e fechar os portos". E o que isso quer dizer para a nossa vida?
Sepultar os mortos significa que não adianta ficar reclamando e chorando o passado. É preciso 'sepultar' o passado. Colocá-lo debaixo da terra. Isso significa 'esquecer' o passado. Enterrar os mortos. Cuidar dos vivos significa que, depois de enterrar o passado, em seguida temos que cuidar do presente. Cuidar do que ficou vivo.
Cuidar do que sobrou. Cuidar do que realmente existe. Fazer o que tiver que ser feito para salvar o que restou do terremoto. Fechar os portos significa não deixar as 'portas' abertas para que novos problemas possam surgir ou 'vir de fora' enquanto estamos cuidando e salvando o que restou do terremoto de nossa vida. Significa concentrar-se na reconstrução, no novo. É assim que a história nos ensina. Por isso a história é 'a mestra da vida'. Portanto, quando você enfrentar um terremoto, não se esqueça: Enterre os mortos, cuide dos vivos e feche os portos.

Fim de programa - Mensagem compartilhada pelo Edmundo Silveira. De Arnaldo Jabor.
Seja ridículo, mas seja feliz e não seja frustrado. Pague mico,
Saia gritando e falando o que sente, Demonstre amor.
Você vai descobrir mais cedo ou mais tarde Que o tempo para ser feliz é curto, E cada instante que vai embora não volta mais...
Antes ser um idiota para as pessoas Do que um infeliz para si mesmo.
Postar um comentário