segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

A reforma política

O troféu "Cara de Pau" do final de semana pode ser dado ao vice-residente da República, senhor Michel Temer, que propôs uma reforma política bem ao estilo do seu partido - o PMDB: pontual naquilo que o beneficia.
Embora até pouco tempo atrás se discutisse que nos Estados havia um outro "pmdb" ético, este foi sufocado pelas artimanhas e negociações em Brasília, que é onde realmente interessa a presença.
Pois Temer quer que se inicie a discussão da reforma política - necessária, mas de forma ampla e transparente - por pontos que lhe interessam. Tirando o foco da grande mmudança que o meio jurídico vem propondo - como o comportamento ético e moral dos senhores representantes em todos os níveis - a mudança cai na vala comum.
Não podemos esquecer que, hoje, o projeto da "ficha limpa" está tão seriamente deturpado por instâncias inclusive do Judiciário, que, se funcionar, corre o risco de ser um Frankstein.
É bom ficar antenado, pois a mobilização pública, especialmente pela internet, vem fazendo a grande diferença, em nível mundial. No Brasil, no ano passado, alguns projetos políticos foram sepultados por esta mobilização. Vamos "trocar figurinhas" e agir em todos os níveis possíveis: reforma política, com certeza; mas não com o engodo do PMDB e seus aasseclas.
Postar um comentário