sábado, 19 de fevereiro de 2011

A magia da vida

Tenho medo do tempo.
Ele é implacável.
Não podemos deixar que passe,
porque sempre acaba nos atraiçoando.

O melhor é sorvê-lo como quem se delicia
com o melhor dos sabores.

Então, mesmo que ele brinque com nossa pele,
atrofie nossas juntas
e nos deixe com um sorriso mais triste,
ainda podemos dizer que, em nossos olhos,
repousa a serenidade do tempo,
a alegria de se viver bem
e a doçura do encantamento que sobrevive
na magia da vida.
Postar um comentário