quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Uma bênção para "encalhe"

Em alguns lugares mais simples, por onde passo, ainda ouço histórias de curandeiras, pessoas especiais da comunidade que, na ausência de médicos e enfermeiros, faziam as suas rezas e imposição das mãos para alcançar alguma cura.
Benziam de quebranto, mau olhado, dente doendo, encalhe etc. Numa conversa com o Hélio, Janete e dona Vanda fomos lembrando de diversas situações onde a mãe da dona Vanda fazia suas rezas e bênçãos. Todos lembravam de histórias contadas, como aqueles casos em que era necessário um pequeno paninho, agulha nova e linha nova, para "amarrar" problemas.
Um dos problemas sérios de então era quando a criança, por ingerir algum alimento de forma incorreta, sem a devida mastigação, "encalhava", trancava no aparelho digestivo. A oração era seguida de um forte tranco o que, na maior parte das vezes, resolvia o problema.
Brincando, acabei dizendo que deste encalhe eu não conhecia, mas que me faltou uma bênção de encalhe de outro tipo: aquele em que não se consegue casamento! No dito popular: "fiquei encalhado"!
Vou cobrar de minha mãe e saber se ainda há tempo para desencalhar. Confesso que não tenho muitas esperanças. Não vai haver quem me aguente, assim como não aguentaria uma outra pessoa dentro do meu espaço. Então, pelo certo ou pelo duvidoso, vou deixar a bênção de lado, a não ser que tenha um tipo de "porta fechada".
Postar um comentário