terça-feira, 9 de agosto de 2011

Lorena "de Jesus"

Lorena é uma bênção. Veio ao Mundo depois que os pais tiveram três gestações e as três foram interrompidas. Mas não desistiram e quiseram mostrar que uma vida sempre vale a pena, mesmo que existam muitas dificuldades a serem vencidas.
O caso foi mostrado num programa de televisão que colheu depoimentos da mãe ainda grávida, o parto - com todos os medos e expectativas - e como ela está hoje, exigindo total disponibilidade dos pais.
Lorena foi ansiosamente esperada. No momento em que estava nascendo, fiquei surpreso ao ouvir a música de fundo que a produção escolheu: "Ó vinde, adoresmos", marcada no cancioneiro por ser natalina, muito conhecida pelos cristãos.
Inicia pedindo que haja união - "cristãos, vinde todos", a mesma que fez aquela família insistir, superar suas dores na busca pela filha. Passa pela criança que alimenta esperanças - "Deus pequenino, Deus envolto em faixas". Para chegar às surpresas da vida - "a estrela do Oriente conduziu os magos e a este mistério envolve em luz, tal claridade, também, seguiremos".
O Natal cristão é exatamente assim: um motivo de esperança que não desiste, mesmo nos momentos mais difíceis e que hajam muitas perdas ao longo do caminho. A felicidade que alcançamos - assim como a dos pais da Lorena - está no semblante em que, além de felicidade, se mostra a realização de um sonho. Eles mesmo reconheciam que, embora mais magros pelas "noitadas" da filha, sentem-se mais fortalecidos pelo presente que a vida lhes deu, insubstituível, diferente de tudo o mais que já passaram.
Embora a dor das perdas tenha deixado suas marcas, hoje elas são cicatrizes que apontam para o projeto realizado e o desejo de que possa haver uma nova "Lorena", assim como novos sonhos, novas realizações... Uma menina que, marcada pela canção de Natal, possa ser Lorena "de Jesus".
Postar um comentário