quarta-feira, 13 de junho de 2012

Andar pela imaginação

Dizem-me que ter noção de espaço é andar nas ruas.
Para mim, andar nas ruas é um tempo perdido
Gasto com a intenção de não ter intenção alguma.

Olhar uma rua com os contornos da noite,
Cheia de mistérios,
De sombras que brincam conforme o vento e a luz.
Olhar a rua cheia de carros,
Com pessoas angustiadas,pensando que se correrem mais vão chegar a lugar nenhum.
olhar as ruas com pessoas com todos os semblantes:
Preocupadas, insatisfeitas, responsáveis, sonhadoras.

Andar na rua pode ser um exercício de prazer,
Ou uma angústia terrível.
Dê-se ao prazer de curtir a rua,
Impregnada de sentidos, odores, cores e luzes.
Viver é andar por ruas por onde nos levam nossos pés.
Ou, apenas, nossa imaginação.
Postar um comentário