segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Uma sinfonia para 2010

Se tivesse que escolher uma trilha sonora para esperar e homenagear a nova década que inicia nesta sexta seria a música de Susan Boyle, cantora que apareceu praticamente do nada e emocionou o mundo com a canção I dreamed a dream (Eu tive um sonho) do musical Os Miseráveis, em 11 de abril de 2009. O sucesso foi instantâneo pela Internet, com um vídeo alcançando a marca de mais de um milhão de acessos.
A que era considerada o “patinho feio”, quando soltou a voz incorporou uma legião de Anjos, liberando nossas emoções e fazendo aflorar o que de melhor temos em nós. Uma mulher que, até então, somente cuidara da casa, rapidamente foi guindada ao estrelato, com seus benefícios e também com as cobranças que a mídia sempre faz. Rapidamente passou a se ouvir que ela era fruto de uma armação de marqueteiros que conheciam o valor de sua voz e que por isto a apresentaram em situação que beirava o ridículo, uma figura merecedora da chacota e do deboche de jurados e platéia, que acabaram aplaudindo de pé, emocionadamente.
Recentemente, ao lançar seu primeiro disco, os “críticos” (já ouvi dizer que um crítico musical é um músico frustrado) tiveram que reconhecer que a voz é bem mais do que especial, mas que a estrutura melódica de todas as gravações era praticamente a mesma, enfatizando a voz, o coro e a orquestra. Ora, tenham paciência: se o melhor do que ela pode apresentar é exatamente isto, então porque não explorá-los? Infelizmente, não vai ser por uma bela performance de dançarina ou de expressão facial que Susan poderá dar seu show.
Nos bons tempos das décadas de 60, 70 ou 80, quando (lembra Geraldo Fagundes?) fazíamos “cortina musical”, as gravações de Susan, em seguida, virariam fundos, marcas para programas ou vinhetas carregadas de vibração, vida e emoção. Todos impregnados daquilo que mais gostaríamos para 2010: a realização de nossos sonhos. Pois que seja: na expectativa de novos tempos, a minha trilha sonora é uma música - I dreamed a dream – capaz de fazer pulsar mais rápido o coração, na certeza de que, para além de todas as decepções, os sonhos motivam novas esperanças. Feliz Ano Novo!
Postar um comentário